25 de ago de 2009

As filas dos bancos e o comportamento de alguns

Acabo de chegar de uma maratona nos bancos. Não adianta! É sempre a mesma coisa! Um tempo enorme sendo perdido para efetuar um pagamento de pouco mais de um minuto!

Vou muito pouco aos bancos, pois costumo fazer tudo o que posso via internet, mas as poucas vezes que vou à Caixa, ao Banco do Brasil e ao BESC, me incomodo o suficiente para o resto do mês.

Na CAIXA está o "samba do crioulo doido". Você chega e pega uma fila para pegar outra fila, eles conseguiram inovar o problema. Depois de alguns minutos a moça lhe encaminha para os cadeiras e avisa que será chamado por nome.

Agora é que "o bicho pega", enquanto você está na "fila dos sentados", pois essa é a segunda fila que a gente pega, depois vai para uma outra que fica ao lado das cadeiras.

Opa! Voltando ao assunto: enquanto você está sentado, uns espertinhos vêm e se colocam na terceira fila, pulando etapas e fazendo todos de idiotas! Hoje eu presenciei isto acontecer e fui reclamar, mas quantas vezes acontece e ninguém diz nada?

Com eles ou sem eles a gente nunca consegue ser atendido nos moldes da lei municipal. Estamos constantemente sendo desrespeitados (antes a gente ainda recebia aperto de mão de funcionário, agora nem isso).

Saindo da CAIXA fui direto ao Banco Real; lá não costumo me incomodar com as filas, porque são pequenas e o atendimento é célere (banco privado dá nisso rsrs). Mas tenho que compartilhar mais uma. Hoje era o dia!

Todos os bancos disponibilizam senhas comuns e preferenciais para idosos, senhoras com bebês, gestantes, deficientes. Surpresa eu fiquei ao ver um "tiozão" com uma senha deste tipo em mãos! O cara não tinha mais de 50 anos e era forte o suficiente para ficar "estaqueado" ao lado do caixa. Resultado: foi atendido antes de todos os que estavam na fila. Outro espertinho...

Saí de lá indignada, mas preferi não espichar a prosa porque tinha que chegar no BESC antes do final do expediente bancário.

Antigamente a senha desse banco apontava a hora de entrada do cliente, agora retiraram a informação, mas eu anotei: 14:51hs. Peguei uns dois jornais que estavam sobre as cadeiras e me preparei para ler até as notas de rodapé (caso tivessem). Pela quantidade de gente e pelos poucos caixas, metade da minha tarde passaria ali.

Meia hora depois fui atendida, até que não demorou muito! Mas no BESC acontece um fenômeno muito engraçado, as pessoas entram, pegam suas senhas e desistem de esperar. Por isso levei "só" 30 minutos!

Cheguei no escritório cansadíssima e com dor de cabeça, mas com uma dúvida:

Quem é mais semvergonha? O banco ou aquele tipo de cliente, "o espertinho"??

O bancos não cumprem com o que a lei manda, talvez porque tenham a certeza da impunidade. E os espertinhos?? Que "furam" as filas, que pegam senhas prioritárias e dão uma de "joão-sem-braço"??

Sabe aquela coisa de não fazer com os outros que não querem que façam com você???

Fica para a reflexão...

Nenhum comentário:

Postar um comentário