25 de set de 2009

Sobre vereadores:

(pulbicado com o título errado no Jornal Cidadela em 25/09/2009)

Tinha prometido a mim mesma que esta semana minha coluna trataria de algum assunto mais ameno, já tinha até o tema – meio ambiente – afinal os que me conhecem sabem que sou uma “ecochata” que se estressa em ver que o consumo consciente está a anos-luz da nossa realidade, assim como a seleção e coleta seletiva do nosso lixo de cada dia. Mas ouvi a sessão da Câmara de Vereadores da terça-feira e foi por água abaixo minhas intenções anteriores...

Parece praga de madrinha, mas as sessões que não compareço sempre são as mais movimentadas! Falaram de tudo um pouco! Meio ambiente (olha meu tema aí), licitações (empresa contratada para fazer o serviço de gente que já está lá dentro), visita do governador (para inaugurar obras inacabadas), projeto de lei dos 15% da Zona Azul (de novo ele!?), e outros tantos assuntos que nem me lembro mais!

Nutro uma certa simpatia pelo Legislativo atual, em especial por aqueles vereadores que têm coragem de mostrar a que vieram, que não têm a preocupação de ficar “bem na foto” pensando nos pleitos futuros. Esses aí têm consciência de que foram eleitos para nos representar e fazer valer nossos direitos. Às vezes podem ser mal interpretados, parecendo até estarem boicotando os cidadãos, mas eles estão em uma situação privilegiada, conseguem ver um pouco mais adiante, de um ângulo inacessível para nós.

O que hoje nos parece uma solução, muito em breve pode se mostrar um engano. Tomo por exemplo o projeto de lei que trata do repasse da verba da Zona Azul (nem existe mais, mas o “dim dim” está lá), o Executivo quer ter o poder de repassá-lo para quem bem entender, conseguiu até reunir algumas lideranças locais para apoiá-lo. Tudo bem, a intenção pode ser boa, mas quem fiscalizará o uso final deste dinheiro? Aí entram os vereadores atentos que pedem uma emenda exigindo a prestação de contas! Ainda bem que eles existem...

São estes mesmos vereadores que questionam a publicação da contratação de uma empresa para fazer projetos com o intuito de angariar verbas dos governos estadual e federal. Mas caramba! Há pouco tempo atrás não aprovaram a criação de um cargo (com status de Secretaria) para a confecção de tais projetos?! Esse assunto eu mesma já havia questionado o Executivo através de requerimento de documentos, mas ainda não me foram entregues. Assim como eu estão atentos aos fatos e atos...

Viajam, vão atrás de soluções plausíveis para nossa cidade. Pode até não sair da maneira mais perfeita afinal fizeram um Seminário tratando de políticas de meio ambiente e coleta seletiva de lixo regado à água mineral de copinho e com o ar condicionado ligado com as portas abertas. Mas eles provaram que estão dispostos a trabalhar e que, se tiverem o engajamento do Executivo, poderão deixar nossa Joaçaba melhor de se viver. Eles estão fazendo a parte que lhes cabe nesta empreitada...

Temos que ficar atentos, pois nossos vereadores são uma excelente ferramenta para transformar nossa realidade, mas também temos que nos desvencilhar da ideia de que vereador é “aquela pessoa amiga lá do bairro que ‘quebra uns galhos’ para mim”. A função deles vai muito além de requerer uma lâmpada de poste, uma pintura de faixa ou uma placa de trânsito. Eles podem fazer isso, mas eles têm a obrigação de legislar de forma transparente; têm que acompanhar e fiscalizar os atos do Executivo, têm que trabalhar para que as coisas funcionem por aqui e sempre pensar no futuro da nossa comunidade.

Não me importam suas siglas partidárias, todos sabemos que elas nem têm tanta importância assim, me importam suas posturas diante dos fatos da nossa cidade. Temos nos vereadores parceiros de luta. Em alguns deles encontramos a liberdade de pensamento que muda o mundo, pois somente uma alma livre e uma consciência tranquila conseguem fazer com que continuemos nos indignando e lutando contra o que de errado nos cerca. Aos demais que não se enquadram no que aqui descrevi, fica o convite para unir nossas forças e trabalhar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário