9 de nov de 2009

Palavra de ordem: TRANSPARÊNCIA!

(publicado no jornal Cidadela em 06/11/09)

Quanto tumulto nestes últimos dias! Paira uma onda de denuncismo sobre as cabeças de nossos políticos locais. Questionam-se diárias, comprometimento do orçamento, contratações de pessoas que já entram para logo sair em licença, etc etc etc. Parabéns aos que estão preocupados com o gasto do dinheiro público, parabéns para mim também, que me incluo entre estes. Mas eu quero mais, quero tudo bem explicadinho, tanto da Câmara de Vereadores quanto da Prefeitura Municipal.

Que tal seguirmos o exemplo do governo federal que criou o Portal da Transparência - http://www.portaltransparencia.gov.br? Depois disso muitas coisas vieram à tona. Dizem ser este atual governo o mais corrupto de todos os tempos. Ouso acreditar que talvez não seja isso; o que aconteceu é que agora nós temos condições de fiscalizar e daí as coisas vêm a público mais facilmente. Temos acesso a informações que antes nem sonhávamos que existiam...

Quero um Portal da Transparência nos dois sites, no do Executivo e no de Legislativo! Tenho o direto de saber aonde vai o meu rico dinheirinho. As tais diárias são o de menos, afinal de contas é um gasto que podemos chamar de “subjetivo”, pois não temos como aferir com exatidão o “quantum” de vantagens este tipo de gasto nos propicia. Qualquer um pode alegar que foi tratar de assuntos do interesse da comunidade, muito vago isso, não explica muita coisa.

Entretanto esta é uma situação que poderia facilmente ser resolvida: bastava cada “viajante” fazer um relatório de prestação de contas, onde nos mostraria as vantagens que nós levamos em pagar suas viagens. Dar um “feedback”, outra coisa que poderia ir para o tal Portal da Transparência!

Também quero que no site conste até o gasto com cafezinho! Se tiverem gastando muito é sinal de que não estão trabalhando tanto assim, ou que está sobrando gente. Lá também deveria constar o nome, cargo, data de admissão e salário de cada um que é pago com o nosso dinheiro (até os que estão afastados por licença). Se a gente leva o orçamento doméstico “na ponta do lápis”, nada mais justo que possamos fazer isso com o orçamento público, não é mesmo?

Isso tudo me faz lembrar o tal “Orçamento Participativo”, mas isso é conversa para outra hora...

Lembro que uma vez alguém postou em algum lugar um link onde estavam elencadas as contas do Executivo. Confesso que fiz uma busca na internet para trazê-lo aqui, mas não o encontrei. Não posso chamar isso de transparência nas informações... Quero um acesso direto ali nas páginas principais dos sites. Se há espaço para uma montanha de “perfumaria” deve haver um para “Prestação de Contas”.

Com estas ferramentas estaríamos dando um belo exemplo de como se faz um governo democrático e transparente e acabaríamos de uma vez por todas com estas “picuinhas” que só denigrem ainda mais a imagem dos nossos políticos locais; afinal de contas “telhado de vidro” é o que não falta por essas bandas do rio do Peixe... Minha caixa de e-mails é que o diga!

Nenhum comentário:

Postar um comentário