27 de set de 2010

A Geração Y:

(publicado no Jornal Cidadela em 24/09/10)
 
Gosto de conversar com minhas filhas, agora que elas estão adentrando a vida adulta isso ficou muito mais prazeroso. Parece que aquele ditado que diz “filho de tigre já sai malhado” é a mais pura verdade. Com a mais velha eu tenho aprendido muito, ela mergulhou no mundo acadêmico de tal maneira que agora é melhor eu ouvir mais e falar menos. A mais nova ainda está se debatendo por conta da escolha da futura profissão, e como ela ainda está sob minhas asas, conversamos sempre e sobre todo o tipo de assunto.

Certo dia falando sobre os jovens entramos do debate sobre a Geração Y, logo já fui dando meu parecer de que se tratava de uma geração alienada e, apesar de ligada em todos os tipos de mídias, era desconectada do mundo real. Esqueci que ao meu lado estava uma “representante da classe” então ouvi todos os argumentos que ela tinha para me fazer mudar de opinião. Ainda bem que eu não tenho compromisso com o erro, pois ela me apresentou um texto que havia escrito na escola e eu me vi obrigada a rever meus (pré)conceitos:

A geração Y e os desafios do século XXI

Resultado da soma de vários acontecimentos e diversos pensamentos desenvolvidos ao longo do tempo, a geração Y surgiu totalmente modificada e com outra mentalidade, diferente das outras gerações.

Taxados como preguiçosos, egoístas e superficiais, uma idéia um pouco equivocada sobre esta nova geração, desenvolverem habilidades muito características da era em que vivemos, onde a tecnologia auxilia em tudo e a informação percorre o mundo em apenas um segundo. Fazer várias coisas ao mesmo tempo, resolver problemas com apenas um clique, manter contato social através de uma tela são capacidades que muitas vezes foram mal interpretadas pelos mais velhos, julgando-os como distraídos, ineficientes e egoístas, mas o fato é que essa geração tende simplificar as coisas tornando-as mais práticas e fáceis.

Avaliando as gerações anteriores e apontando os pontos críticos, a geração Y tenta mudar valores implantados por uma sociedade com pensamentos “ ultrapassados”. Esses novos jovens que estão sendo formados se preocupam com própria saúde, meio ambiente e seu próprio bem estar. O uso de álcool e drogas, pro exemplo, hoje é mais controlado e consciente devido às informações de fácil acesso à população que antigamente eram restritas e manipuladas, quando uma geração desregrada não tinha idéia do que estava fazendo com si mesma.

O meio ambiente, também desgastado pela juventude passada para o desenvolvimento da sociedade, hoje é preservado pela geração Y que utiliza a tecnologia de uma maneira sustentável, tentando reparar ao máximo os danos causados anteriormente e tentando aliar a natureza com o desenvolvimento sustentável.

Além disso, a geração Y, quebrando a regra de que deve-se escolher a faculdade mais lucrativa, o trabalho com mais status social, trabalhar a vida toda no mesmo emprego e juntar a maior quantia de dinheiro possível, está caminhando cada vez mais para a realização pessoal optando por estudar o que realmente se gosta, mudar de emprego para experimentar atividades novas e até mesmo trabalhar menos para dedicar seu tempo livre à família e lazer.

Devemos rever nossos conceitos sobre essa “auto-priorização” da geração Y e perceber que, com essas novas habilidades, os jovens podem nos trazer um mundo mais simples, saudável e feliz.

Camila Berka (16 anos)

3 comentários:

  1. Muito bom texto. Descreveu certinho o que nós, da geração Y, pensamos. Se tudo pode ser feito através de um clique, por que dificultar né? Também acho que as gerações passadas fazem mal juízo da nossa, porém, como integrante da Y, sinto falta de um jovem voltado para questões políticas.

    Daniele Cristina (20 anos)

    ResponderExcluir
  2. @Cesaurio Cesário Simões

    @BeteMargot Baaaarbaridade, tchê! Muito bom! Parabéns pra tua filha! Trabalho com tecnologia/informática há 40 anos, internet desde começo!

    ResponderExcluir
  3. "o fato é que essa geração tende simplificar as coisas tornando-as mais práticas e fáceis."

    Acho que esse é um dos pontos marcantes da nossa geração...

    Minha irmãzita está me surpreendendo! Eu já esperava mto dela, mas ela me provou que pode ainda mais!

    ResponderExcluir