10 de out de 2011

A privatização e a “Privataria”:

Dizem que toda a pessoa que tem certa tendência “à esquerda” costuma torcer o nariz para qualquer coisa que seja em se tratando de privatização. Eu não sou assim, algumas coisas podem ser privatizadas e dar certo. Creio que as rodovias, por exemplo, podem ser privatizadas por conta principalmente da imensa extensão do nosso território.

Não vou discutir aqui a forma que ela foi feita, só fico com a pulga atrás da orelha quando vejo que algumas concessionárias literalmente nos assaltam nas praças de pedágio.

Vamos a um exemplo prático: Na semana passada viajamos de Joaçaba à Indaiatuba , deu cerca de 860km o percurso percorrido, boa parte dele em via privatizada, estrada boa e taxa de pedágio que se pode chamar de justa. Vejamos:

05/10/11 – Joaçaba – Indaiatuba (via Juquiá) – 860 KM
Autopista Planalto Sul SA – BR 116 KM 81,6 Monte Castelo– R$ 3,10
Autopista Planalto Sul SA – BR 116 KM 204 Rio Negro– R$ 3,10
Autopista Planalto Sul SA – BR 116 KM 134 Fazenda Rio Grande – R$ 3,10
Autopista Régis Bittencourt SA – BR 116 KM 57 – R$ 1,70
Autopista Régis Bittencourt SA – BR 116 KM 543 – R$ 1,70
Autopista Régis Bittencourt SA – BR 116 KM 485 – R$ 1,70
Autopista Régis Bittencourt SA – BR 116 KM 426 – R$ 1,70
860km rodados – R$ 16,10

Acordamos em Indaiatuba, visitamos a empresa que nos interessava e rumamos para Americana. Entre estas cidades há uma distância de 81km. Pois bem, passamos por duas praças de pedágio e fomos assaltados em R$ 10,10 e R$ 6,20. Uma jovem contratada pela concessionária nos parou e fez algumas perguntas para traçar o perfil do público usuário da via. Nem preciso dizer que nenhuma das perguntas orbitou sobre os valores que pagamos, eles sabem que roubam descaradamente, não precisam pagar gente para pesquisar isto:

06/10/11 – Indaiatuba - Americana – 81 KM
Rodovias das Colinas SA – Rodovia SP 075 KM 60 + 800 Indaiatuba – R$ 10,10
Consórcio Anhanguera-Bandeirantes SA – Nova Odessa Norte – R$ 6,20
81km rodados – R$ 16,30

Após a visita ao amigo e cliente de Americana rumamos à capital do estado, São Paulo, nada mais do que 132km. Estrada privatizada e mais dois “assaltos à mão desarmada”:

06/10/11 – Americana – São Paulo - 132 KM
Consórcio Anhanguera-Bandeirantes SA – Nova Odessa Sul – R$ 6,20
Consórcio Anhanguera-Bandeirantes SA – Itupeva Sul – R$ 6,90
Consórcio Anhanguera-Bandeirantes SA – Caieiras – R$ 7,00
132km rodados – R$ 20,10

No domingo pela manhã era hora de voltar para Joaçaba. Voltamos direto via BR 116, encontramos taxas de pedágios menos extorsivas e mais sensatas:

09/10/11 – São Paulo - Joaçaba – 827 KM
Autopista Régis Bittencourt SA – BR 116 KM 298 – R$ 1,70
Autopista Régis Bittencourt SA – BR 116 KM 370 – R$ 1,70
Autopista Régis Bittencourt SA – BR 116 KM 426 – R$ 1,70
Autopista Régis Bittencourt SA – BR 116 KM 485 – R$ 1,70
Autopista Régis Bittencourt SA – BR 116 KM 543 – R$ 1,70
Autopista Régis Bittencourt SA – BR 116 KM 57 – R$ 1,70
Autopista Planalto Sul SA – BR 116 KM 134 Fazenda Rio Grande – R$ 3,10
Autopista Planalto Sul SA – BR 116 KM 204 Rio Negro– R$ 3,10
Autopista Planalto Sul SA – BR 116 KM 81,6 Monte Castelo– R$ 3,10
8270km rodados – R$ 19,50

Não tem argumento que me faça digerir esta diferença de preços. A menos que a empresa que administra das federais seja milagreira só me restar acreditar que em São Paulo não existe privatização e sim “privataria”, e que o dono da empresa deve se chamar Jack Sparrow, só um pirata para saquear desse jeito...

Depois tem gente que estranha o fato de muitos tucanos estarem com piriri só de ouvir falar no lançamento do livro “Privatas do Caribe” do Amaury Ribeiro Jr. 

Vai cair feito uma bomba!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário