13 de nov de 2011

"As pessoas [ricas] em primeiro lugar"

(Publicado no Jornal Cidadela em 11.11.11)

No sábado pela manhã abri um email que tratava de uma análise crítica das verbas dispensadas para Assistência Social no Orçamento do Governo do Estado para 2012. Ao final leio a seguinte conclusão: “Com o valor total do orçamento, R$ 15.875.534.280,00 e o valor da assistência social, R$ 38.142.009,00, foi possível fazer o cálculo de percentuais. Pelo projeto do Governo do Estado, a expectativa de investimentos em assistência social no ano de 2012 é 0,24%." Em 2011 tivemos 0,26% e o Secretário Adjunto me disse que o Raimundo Colombo tinha recebido o orçamento pronto e que em 2012 a coisa iria mudar. Verdade, mudou sim, mas pra pior!

Eu já estava com o humor estragado por conta da Assembleia Geral Extraordinária do Lar do Idoso onde o porta-voz do Secretário de Assistência Social informou aos presentes que o Governo Estadual não possuída dinheiro para ajudar na construção ou reforma das instalações da Entidade. Ofereceu a opção de um centro-dia, até usou um argumento facilmente derrubado pela técnica presente. A região precisa de uma Entidade de Longa Permanência e esta é uma demanda urgente. Um milhão resolvia tudo! O povo da Entidade faria “barba, cabelo e bigode”. Saímos sem nada, afinal o Comodato prevê que é para uma entidade “asilar”.

Sábado de manhã, eu revendo as postagens dos amigos “blogueiros sujos”, me deparo com uma do Sérgio Rubim – no CangaBlog – apontando o seguinte: “Governo libera mais de R$ 12 para Conventions & Visitors Bureau”. Só para o evento Volvo Ocean Race foram míseros R$ 5.000.000,00! Os outros sete e lá vai cacetada a “ONG” recebeu durante os outros meses do ano... A publicação é de 26 de outubro passado. Foi bom eu não ter visto antes... Se já tivesse notícia disso antes talvez o portador da má notícia, da falta de verba pro Lar do Idoso, lá da Assembleia iria ouvir o que merecia e o que não merecia. Foi melhor assim.

Chorei de raiva em frente ao computador. Literalmente “xinguei muito no Twitter”, postei no meu Blog, praguejei, perdi o sono. Mas finalmente descobri que o slogan de campanha do nosso atual governador faz todo o sentido, burros somos nós que não percebemos que se tratava de um caso de “elipse forçada”, a palavra “ricas” está ali, só não vê os puros de coração! AS PESSOAS RICAS EM PRIMEIRO LUGAR! Proprietários de veleiros, dondocas que vão a desfiles de moda do Donna Fashion. “Gente diferenciada”, estes entenderam o recado.

E os pobres mendigando... Bem coisa de pobre mesmo! Rico não pede! Exige! Exige e ganha, afinal um rico sempre tem o rabo preso com outro rico, sempre deve um favor, uma gentileza, um agrado; e se for rico e político então... E você?! É pobre?! Votou no Raimundo Colombo? Rá! Caiu na pegadinha do malandro! “Justo Veríssimo” barriga verde isso sim! Odeia pobre! Os idosos (pobres, ainda por cima) que se explodam... Ficam a ver veleiros!

E antes que venham dizer que este meu escrito tem conotação politiqueira, que é coisa de quem perdeu a eleição, deixo bem claro que a minha indignação se estende a esta oposição “bunda-mole” que não denuncia, não trás a público estes absurdos! Cadê a listas dos nomes dos “invalidados” da ALESC? Cadê do povo saber destas doações ao Conventions & Visitors Bureau? Das duas uma: ou são tudo KHão, ou estão confortáveis enquadrados na “elipse forçada” ganhando seu salário pago pelos pobres de Santa Catarina!

Se não são os blogueiros “bocudos” que denunciam e ainda correm o risco de serem processados, ninguém fica sabendo de nada, né?!

Em tempo: duas postagens abaixo o leitor encontrará os argumentos utilizados para derrubar o discurso "reformista" nas Políticas Públicas para os Idosos de Santa Catarina. Uma excrecência!

Nenhum comentário:

Postar um comentário