16 de mar de 2012

RETROCESSO!!! Vereador sugere que cães possam receber vacina anticoncepcional

Agora entendi porque o vereador "esqueceu" de me chamar para a reunião...
Um retrocesso sem tamanho numa lei que está sendo modelo para outras cidades...
Quero ver quem vai monitorar as cadelas (6 em 6 meses) e as gatas (3 em 3 meses). E quem vai bancar os tumores que por certo surgirão em muitas? 
E quero ver se alguma fêmea prenhe for vacinada e tiver os filhotes mortos no útero..
Algum Vet foi chamado pra reunião? Ou "esqueceram" também? 



O vereador Francisco Moreira Lopes reuniu, na tarde de quarta-feira (14), representantes da Vigilância Sanitária e do departamento de Meio Ambiente da prefeitura de Joaçaba. O objetivo foi sugerir que a prefeitura viabilize uma campanha de vacinação anticoncepcional para cães. De acordo com o vereador, o custo seria muito inferior ao que vem sendo disponibilizado pelo município para a castração de animais.

Chico também convidou para participar da reunião a Sr.ª Silvia Maria Biazotto que colabora voluntariamente para acolher e cuidar de cães e gatos. “Sei que há quem condene a prática desta vacina, mas, o que é pior, vacinar ou deixar os cachorros na rua, com fome, doentes e se reproduzindo?” questionou Silvia.

Segundo Chico, a sugestão é para que a campanha beneficie apenas  cães de rua ou pertencentes a famílias carentes. Desirée Pino Gomes, da Vigilância Sanitária, disse que estará apresentando a proposta para a Secretaria de Saúde. Chico Lopes aproveitou a oportunidade para solicitar que a prefeitura coloque em prática, através da fiscalização, o que prevê a Lei 135, do Código de Posturas, segundo a qual, donos de cães, ao levarem seus animais para passear, devem estar munidos de sacos de papel ou plástico para recolher as fezes.

Castração: em 2010, quando o vereador Francisco Lopes era presidente do Legislativo, ajudou a construir, em parceria com a prefeitura e demais segmentos, o projeto que resultou na aplicação do método de castração de cães. Além disso, fez também, na época, indicação para construção de um abrigo para animais de rua. Chico Lopes considera que o método de castração que está sendo executado pela prefeitura, através de casa veterinária, não está sendo suficiente para impedir novos nascimentos e que animais de rua continuam existindo na cidade.   

Fonte: Assessoria de Comunicação da Câmara 

Por que retrocesso?
Porque Joaçaba já tinha uma lei, mas os gestores estão mais preocupados em não gastar a verba que já está prevista no Orçamento!

Nenhum comentário:

Postar um comentário