1 de abr de 2012

Pouco argumento, muita grosseria:

(Publicado no Jornal Cidadela em 30/03/2012)

Esta semana ficamos às voltas com o debate sobre o aumento dos subsídios dos vereadores da cidade vizinha, não pensei que tal assunto viesse à baila tendo em vista o discurso usado quando do aumento do número de cadeiras naquela Casa Legislativa onde os vereadores que votaram a favor do aumento levantaram a bandeira da manutenção ou redução do que receberiam a partir de 2013. Mas o dito assunto veio à baila e junto dele um festival de absurdos que alguns vereadores ousam chamar de “argumentos de defesa”.

O que me fez rir é que usaram como parâmetro a cidade de Joaçaba, mas quando um morador de Joaçaba ousou manifestar sua opinião foi ridicularizado como se expor a opinião fosse algo criminoso. Dois pesos e duas medidas? Sobem no muro para espiar o quintal do vizinho (onde, como diz o ditado, “a grama é sempre mais verde”), mas exigem que este mesmo vizinho fique quieto? Ah... Decerto desconhecem aquele preceito constitucional que diz “é livre a manifestação de pensamento...”. Sem contar as lições de boa educação que, por certo, suas mães lhe passaram!

No mais, se não quisessem que o povo se indignasse não tivessem inventado a moda. Nem vou me dar ao trabalho de relatar o que fora ouvido naquela manhã, não vale a pena, é mais do que perda de tempo. Nem um argumentozinho sequer para eu poder me segurar e tentar encontrar alguma razão plausível e assim tentar entender as razões dos legisladores que defendem o aumento. Tirando os ataques pessoais e os que foram feitos  a um jornal daquela cidade, pouco sobrou do programa.

Eu me manifestei por e-mail (pois ouvi o programa na reprise, não tive oportunidade de demonstrar minha indignação ao vivo) e no dia da votação farei questão de me fazer presente afinal (também) são meus impostos que pagam as contas destes vereadores:

“Srs. Vereadores:

Acabo de ouvir a reprise do programa UNOESC Comunidade e venho registrar meu repúdio às palavras e posição do Vereador Presidente da casa tendo em vista a forma usada para defender sua posição no sentido de aumentar os seus subsídios.

Lembro muito bem que - ao tempo dos debates do aumento do número de vereadores - foi usado o argumento da manutenção dos subsídios. Sou ouvinte assídua da rádio local (Líder AM) e conhecedora das leis e de como elas são criadas. Minha formação acadêmica me dá esta condição; inclusive para entender que vereador que "dá remedinho" ou "paga exame" fere de morte os preceitos de Direito Público pátrio - e isto deveria ser levado ao conhecimento do Ministério Público.

Na falta de argumentos plausíveis o ataque pessoal e direto foi o caminho e como cidadã e empresária que recolhe os impostos que pagam seus vencimentos, venho requerer a retratação do presidente desta Casa Legislativa. Todos os debates que orbitam sobre o tema dentro da comunidade em geral atêm-se aos fatos e nunca ouvi ou li um ataque à pessoa dos vereadores em comento. Nada justifica o comportamento destemperado que fora presenciado nesta sexta-feira. É mais do que lamentável ver que Herval d'Oeste sofre com despreparo dos seus vereadores (salvo exceções, claro).

Quanto ao aumento do número de vereadores, me mantive alheia, até mesmo porque não tenho opinião formada sobre isso. Este tema foi tratado em uma coluna minha do Jornal Cidadela. Segue o da matéria: Entre 9 e 11 eu só peço coerência! - http://botecodabete.blogspot.com.br/2011/08/entre-9-e-11-eu-so-peco-coerencia.html

Já no tocante ao aumento dos subsídios isto chega a ser um tapa na cara de cada morador da cidade de Herval d'Oeste tendo vem vista o IDH e os números pífios da arrecadação municipal. Lembrando que vereança não é emprego e usar a expressão "salário" já denota que o interesse não é pelo bem-estar social e sim dos senhores. Não conseguem viver com o que recebem? Sugiro que tenham aulas com os moradores da "Brasília" ou de qualquer bairro carente de Herval d'Oeste. Terão muito a aprender, inclusive sobre Cidadania.

Sem mais e esperando coerência e boa educação.

Elisabete Margot Vieira
Empresária DE HERVAL D'OESTE”

Nenhum comentário:

Postar um comentário