15 de jul de 2012

A semana:

(publicado no Jornal Cidadela em 13.07.12)

É impressão minha ou a semana está numa pasmaceira só em nossa região? Tudo bem, passei de segunda a quarta-feira sem internet. Quase tive uma crise de abstinência. Mais por não ter acesso ao que se passava fora da nossa região por conta dos diversos assuntos que circulavam pela grande rede: cassação do Senador Demóstenes Torres, votação do Marco Civil da Internet. A MP do Código Florestal também me aguçou a curiosidade... Graças à OI pensei que teria minha primeira crise de abstinência... Aquilo que todo dependente tem quando longe da sua droga. A minha é informação.

Sobre o Código Florestal nenhuma novidade: os ruralistas, com a ganância de ver ser cofres mais cheios, continuam pouco se importando se seus descendentes vão conhecer uma floreta ou não. O lucro continua sendo a pauta das discussões de corredores. É torcer para que a Presidenta Dilma não arrede pé e defenda o interesse maior que é um futuro com florestas, afinal uma hora esse povo vai entender que dinheiro não se come!

Demóstenes Torres foi cassado. Até aí nenhuma novidade, afinal depois de todas as provas obtidas pela Polícia Federal não havia como alguém pensar na manutenção do seu mandato. Desde 2000 não víamos um Senador cair. Minha surpresa nem foram os 19 votos contra a cassação, mas o cinco que votaram pela abstenção... Deve ser a turma do “não sou contra nem a favor, muito pelo contrário”. Os que votaram pela sua permanência devem ser assinantes da revista Veja onde o tal Senador é apontado como paladino da ética, com direito à roupa de mosqueteiro e tudo!

Na mesma quarta-feira seria votado na Comissão Especial da Câmara dos Deputados o Marco Civil Regulatório da Internet, mas bateu o piriri em muita gente e não houve quórum. E pensar que a gente vota neles para trabalharem por nossa legislação... Do nosso estado não compareceram Rogério Peninha Mendonça (PMDB), Ronaldo Benedet (PMDB). Chato é que este Projeto de Lei é de 2001 e por conta destas ausências (ou fugas?) ele vai se arrastaaaaando...

Enquanto em Brasília o ritmo começa a desacelerar, Joaçaba parece ter engatado uma primeira na campanha eleitoral. Os candidatos já estão nas ruas, muitos já misturando as bolas e prometendo o que nunca conseguirão cumprir. Virando piada de muitos e levando outros tantos a acreditar que Joaçaba não será mais a mesma se eles se elegerem. Ainda não descobri se são uns mentirosos de marca maior ou ignorantes de dar dó!

No mais, vamos seguindo trabalhando que ficar de trololó não dá sustento pra ninguém [pelo menos para os que vivem do suor de seus trabalhos, porque os das “tetinhas” continuam lá só no “thuque thuque thuque”, tomando o leitinho da vaca magra.]

Nenhum comentário:

Postar um comentário