5 de out de 2012

DESABAFO DE UM PROFESSOR MUNICIPAL!!

Recebi esta carta, compartilho com os leitores:

Como é difícil assistir aos fatos e ficar calado!!!!!!!!!!!
Como é difícil estar presenciando uma realidade que não condiz com a teoria!!!!!!!!!
Desculpem, mas não dá mais... não dá para engolir tanta mentira!!!!!!!!!!!
Fala-se tanto em escola de tempo integral, não é mesmo?
Pois então!!! Ela na realidade não existe...

O fato é que o PETI (programa de erradicação do trabalho infantil) mantido pela secretaria de ação social foi “jogado” dentro da escola. Um compromisso assumido pela secretaria de educação, quando ganhou o espaço da extinta escola Luiz Dalcanale do estado. A princípio as duas secretarias discutiam quem pagaria o que... muitas dessas ações foram discutidas com a presença de muitos professores, fato hilário não é mesmo?

Em apenas um mês foi necessário estruturar toda uma metodologia para tentar adequar e atender essa demanda. Com muito esforço e empenho o barco foi andando .........(tocamos o barco.)..

São aproximadamente 150 crianças atendidas pelo período integral e não 500 como mostram, não há infraestrutura adequada (não temos infraestrutura adequada,) não há um refeitório digno de boas condições, nem mesmo um saneamento básico, pois há dois anos a falta de água é regular naquela escola. (afinal estamos a dois anos sofrendo com a falta de água regularmente.)

O esgoto? É uma piada, está todo a céu aberto, vazando mesmo, mau cheiro... Toda semana a direção obriga-se a chamar o Simae para sugar os resíduos. Este ano Poucos materiais didáticos foram recebidos - quase não recebemos materiais didáticos básicos - a APP da escola fez muitas dívidas afim de amenizar as dificuldades da escola. Ouvir o tempo todo que não tem isso, não tem aquilo... esta é a realidade!

No início do ano letivo faltou até comida... Depois de muito pedir a resposta foi essa : - (secretaria de ação social) - Somos responsáveis apenas por 70 crianças, que são aquelas registradas no PETI, o resto não é nossa responsabilidade. Então a responsabilidade é de quem? Algumas ameaças foram feitas, então a secretaria de educação resolveu o problema e mandou mais comida para a refeição das crianças... Demorou um ano e meio, acreditem, para mandarem garfos e facas para o almoço, crianças e jovens passaram todo esse tempo comendo com colher.

Há momentos em que são 3 ou 4 professores de Educação Física dando aulas ao mesmo tempo, e apenas uma quadra. Dois usam a quadra, um vai às britas, outro fica na sala de aula. Isso é a educação de qualidade? Onde?

Horários mudando frequentemente, pois a falta de professores nunca é suprida! Professores não habilitados ministrando aulas, pessoas cursando o ensino médio atuando como professores de alunos com necessidades especiais, é essa a realidade das escolas do nosso município. Há “professores” atuando em sala de aula, sem ao menos haverem concluído o ensino médio!!!!!!!!!!!!

Na famosa escola de tempo integral, do atual governo, acredito que todos deveriam dar uma passadinha como eu fiz!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Muitas pessoas não conhecem a nossa realidade, agora sabem. Divulguem isso para que possamos tentar mudar isso. Quem não muda é conivente com o presente, não somos assim, acreditamos na Educação.

O pior de tudo isso é saber que um educador, sabendo dessa realidade continue no mesmo rumo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário