21 de nov de 2012

Joaçaba: o sapo cozido

Ontem fechei mais um ciclo da minha vida. Saí em definitivo de Joaçaba. Entreguei as chaves da casa. Minha nova morada é em Herval d'Oeste. Estou feliz, aliás, entro pra lista dos que estão felizes por terem ido embora de Joaçaba, mas isso não me satisfaz, pelo contrário, há um gosto travo na boca...

Joaçaba é a terra do "lá tinha", do "éramos"... As coisas estão mudando para pior e ninguém vê! Ou melhor: quem vê e grita é convidado a se retirar, pois se torna "persona non grata". Eu sou uma delas... E como não malho em ferro frio, busco outras paragens onde o solo seja mais receptivo às sementes por mim lançadas. 

Herval d'Oeste parece ter se apercebido da sua importância e não mais aceita ser a prima pobre. Se a nova leva de vereadores contribuir, em poucas décadas deixará Joaçaba comendo a poeira da história. Tantas outras cidades já fizeram o mesmo. Quem se lembra de uma certa cidade que só era referenciada pela existência de índios? Uma tal Chapecó?

De Joaçaba fico com as ótimas amizades e a boa lembrança de uma Câmara de Vereadores que funciona [até 31 de dezembro, pelo menos]. Nem todos os vereadores compartilhavam do meu modo de pensar, mas sempre tive acesso e sempre pude exercitar minha condição de cidadã naquela casa legislativa. Meu muito obrigada. 

No mais fica a historinha para os que [ainda] moram em Joaçaba refletirem:

"Dizem que, se você colocar um sapo em uma panela de água fervendo ele pula fora para salvar a sua própria vida, mas, se colocá-lo em uma panela de água fria e for esquentando a água aos poucos, ele não reage à mudança da temperatura e morre cozido.

Por que o sapo não pula quando a água começa a se esquentar? Vamos analisar o que deve acontecer ao sapo e tentar entender:
28 ° - Humm... Que água gostosa!
32° - É, a água está boazinha...
36° - Essa água está ficando sem graça, será que está mudando? Bobagem, por que a água mudaria? Deve ser impressão minha...
38° - Estou ficando com calor, a água está me incomodando. Mas, é só um pouquinho.
39° - É, está quente mesmo. É melhor nadar em círculo que ela já esfria.
40° - A água está ficando quente mesmo. Vou procurar um cantinho mais fresco, até a temperatura baixar.
42° - Realmente a água está péssima. Está quente de verdade. Está ruim aqui. Vou procurar alguém que possa resolver isso. Eu poderia até tomar providencias, mas, quem esquentou a água é quem deve resolver agora. É melhor eu esperar mais um pouquinho. Não vou me meter na encrenca dos outros.
43° - Meu Deus! Será que eu é que tenho que resolver isso? Ninguém vê que está me incomodando? Já reclamei, falei mal e ninguém toma uma atitude?
44° - Agora perdi a paciência... Se não vierem resolver, eu vou fazer um escândalo e terão que se responsabilizar por isso.
45° - Eu deveria ter pulado fora da água quente, enquanto tinha forças, agora me sinto fraco e não consigo mais. Não deveria ter esperado durante tanto tempo...
48° - Sapo morto!"

2 comentários:

  1. Bete eu te adoro... perfeita analogia do sapo :)
    Eu deveria ter pulado fora daqui quando a grade da faculdade ainda permitia.. porém agora fico preso até terminar a graduação.

    Joaçaba não vai pra frente, parou, estagnou, voltarei para "terra dos índios" pois sou um "Índio do xa-pecol" (caminho da roça) assim fui chamado qdo aqui vim morar.

    lá tem futuro para o jovem formado, aquele que tem ambição na vida, quer crescer, e não se enterrar na vala que a cidade cava e enterra com o próprio esterco...
    Sejas bem vinda aos ervais, cidade que se manter o foco vai adiante ;)

    Eu em breve tomo meu rumo...

    ResponderExcluir