19 de jun de 2013

Manobra da massa ou massa de manobra?


  • Vocês, que levam a bandeira e cantam o hino, que vão em peso nos atos e sentem a maior alegria em representar o Brasil nas ruas, saibam que estão sendo os breques da revolução.

    O Estado utiliza-se do nacionalismo para criar um sentimento de coletividade na população em prol dos interesses DO ESTADO, e não do povo.

    Vocês, que acreditam estar lutando, fazendo a diferença, não perdem tempo em fiscalizar a forma que os outros manifestantes usam para reivindicar seus direitos. Estão agindo exatamente da forma que o Estado quer.

    A maior de suas preocupações não é mais a pauta do transporte público superfaturado e de má qualidade. É reprimir ações que de alguma forma, pressionam de fato os que estão no governo. Não são mais manifestantes, e sim, parte da repressão, só que agora mais que infiltrada.

    Eu não confio em vocês. Já foram manipulados o suficiente para entregar um companheiro de luta, desde quando a imprensa comprou a briga com as manifestações. Se a imprensa tem algum interesse em lhes trazer para um movimento que tecnicamente é contra o governo, o mínimo que se pode é desconfiar.

    Pra que desgastar a PM, que já está mal vista pela população e pela mídia externa, se a própria população pode reprimir e impedir que a revolução aconteça de fato? E faram sorrindo, cantando hino e abraçados à bandeira! Patriotas orgulhosos de si mesmos por estarem prestando um bom serviço à pátria!

    Espero que quando acordarem de fato, percebam que aqueles que foram reprimidos por vocês mesmo, estavam lutando por todos. O pobre excluído, você e eu.

    E no fim, quem sabe o Estado dê a vocês um biscoito por terem sido bons meninos.

    Camila Berka. 18 anos, São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário