25 de jul de 2013

Frio do cão - Animais recebem cobertas da ONG Amigos dos Animais

(Matéria publicada no Jornal Diário do Vale de hoje) 
Contra o frio, cães precisam de abrigo e cuidados
Cobertores estão sendo doados nesta semana pela ONG Amigos dos Animais. Maior preocupação é com cães que ficam amarrados, sem opção de encontrar abrigo.
Da Redação Paula Patussi
As baixas temperaturas preocupa a Organização Não Governamental (ONG) Amigos dos Animais de Herval d’ Oeste. Nestes dias, há o risco dos animais sofrerem de hipotermia - qualquer decréscimo acentuado de temperatura corporal. Além dos animais de rua, muitos são aqueles que ficam presos por correntes e sem o abrigo de casinhas. Por este motivo, a ONG realiza uma força tarefa e entrega nas residências cobertores e algumas casinhas para cães durante esta semana.
Segundo a presidente da ONG, Elisabete Vieira, a situação dos cães é precária, principalmente nos bairros mais carentes de Joaçaba e Herval d’ Oeste. “Recebemos algumas doações de casinhas, mas o que necessitamos são de cobertores. A ONG fez a compra de seis cobertas, e cortamos em partes fazendo pequenas cobertinhas, já atendemos mais de 30 cães, mas temos muitos mais animais para atender.” Além de fornecer cobertores a ONG também dá comida para os cãezinhos.
“Os cães de rua sempre arranjam um jeito de se abrigar e de se unirem a outros cães. O problema maior são os cães que ficam presos por correntes nas casas. Antes de irmos brigar com as pessoas por conta deste motivo, decidimos levar as cobertas”, destaca Elisabete. A ação deve continuar nos próximos dias.
A presidente da ONG enfatiza que a entidade necessita de doações, de cobertas e ração. “O trabalho da ONG é feito pelos voluntários, que tiram dinheiro do bolso e tempo para dedicar aos animais”, salienta. “Quem quiser colaborar pode deixar as doações nas clínicas veterinárias ou ainda a contribuição em dinheiro, e ainda em ração, remédios e outros  materiais necessários também nesses estabelecimentos”. As clínicas que auxiliam a ONG são: Zoopet, Ilha dos Bichos, Dr Dogs e Auquemia (para a coleta de doações).
Elisabete diz que todos os dias, vê cenas fortes. Ao passar pelos bairros São Jorge e Nossa Senhora Aparecida em Herval d’ Oeste já se deparou com cãezinhos nos fundos dos terrenos, amarrados em pleno inverno, enroscados, sem comida e também machucados. “Tem noites que perco o sono. Acredito que estas pessoas são cruéis. Não acredito que seja por falta de condições que elas fazem isso. Fico indignada. Percebo ainda que há pessoas que gastam fortunas com apenas um cachorro, sendo que poderiam direcionar parte do dinheiro para outros cães, que também precisam de atenção.”
Entenda
A hipotermia é diagnosticada com mais frequência em filhotes, animais idosos ou doentes. Mas a hipotermia acidental geralmente decorre da exposição ambiental, no caso exposto as baixas temperaturas do inverno.
Hipotermia é a queda de temperatura abaixo do normal em animais que mantem a temperatura constante (exemplo de cães e gatos cuja temperatura corpórea fica em torno de 38,3 e 39,3° C).
Segundo o médico veterinário Cristian Casado, animais podem morrer de frio. “Depende da pelagem e do porte. Quanto menor e de pelo mais curto, maior o risco”, disse. Se o animal estiver desnutrido, corre mais risco. “O gasto energético para aquecer o corpo no inverno é maior”, explica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário