30 de set de 2013

Cooperio - a verdade vem vindo à tona!

BOMBA! BOMBA! BOMBA!!!

Justiça inocenta ex-gerente financeira da Coperio acusada de apropriação indébita

Decisão da Vara Criminal da comarca de Joaçaba saiu na sexta-feira


Que isto já vá servindo de resposta ao Sr. Ricardo de Marco que postou o que segue:

"Ricardo De Marco
26 de setembro às 12:48 ·Engraçado a Sra. Beti Vieira, ou melhor, como falam na imprensa a “empresaria” Beti Vieira estar indignada com o aumento do IPTU de HD, pois não vejo ela se indignar com seu amigo “Geraldo Ferronato (roubo na coperio)” este que ela o defendia com unhas e dentes......
No mínimo o Sr “Geraldo Ferronato” tem imóveis em HD e não quer que aumente seu IPTU, ou melhor, adequar os valores.
Para quem não sabe e fica falando asneiras imóveis de HD, por exemplo, avaliados e vendidos a R$ 250.000,00 estão cadastrados na prefeitura a R$ 80.000,00, ou seja, pagando IPTU com valor bem inferior, ou seja, sonegando imposto que poderiam sim ser usados para pavimentar ruas compras remédios etc.
OBS.: Alguém sabe me dizer qual o serviço prestado pela Sra Beti Vieira para o município de HD??????? Para se achar com tanta autoridade e conhecimento sobre assuntos de HD, qual impostos que está senhora paga no município????
"
 
 

28 de set de 2013

Nota sobre os últimos acontecimentos ocorridos envolvendo vereadores de Herval d'Oeste e esta blogueira:

Tendo em vista a repercussão e as inúmeras manifestações, entendo ser salutar utilizar este espaço para esclarecer o que segue:

Na data de 26 de setembro último passado sofri ataques por parte dos vereadores Tomaz Alberto Conrado (PMDB) , Leonardo Mascarello (PSD) e Gilmar José Dri (Presidente da Câmara, PSD). Dos dois primeiros os ataques foram diretos, citando o meu nome, inclusive. Do último, além de um discurso atacando todos que repercutem os trabalhos da CMHO, tive a ameaça de ser retirada daquela Casa Legislativa por força policial.

Em momento algum durante a sessão dei sequer um balbucio, pois estava compenetrada em repassar as informações às pessoas que estavam interessadas no debate, mas que não se fizeram presentes tendo em vista a sessão ter sido marcada de última hora, às 10:00hs da manhã de uma quinta-feira. Abaixo da nota segue todo o histórico. As ameaças de uso da força policial foi totalmente descabida.

O único momento em que me manifestei foi a hora em que os vereadores Mascarello e Conrado me convidaram - em tom de desafio - a participar da reunião que aconteceria mais tarde com o prefeito. Disse "aceito" e fui atacada aos gritos com a frase "A SENHORA SE RETIRE PORQUE ESTÁ PROIBIDA DE SE MANIFESTAR". Não saí. Ameaçaram chamar a Polícia Militar. Não veio. Não sei se chamaram.

Minha indignação que ainda persiste é de ouvir de um presidente de uma Câmara de Vereadores  que a sessão em andamento estava suspensa e que "não temos hora para nos reunir novamente, pode ser às 14hs, às 15hs, não sabemos". Se isto não é cercear a participação popular nas decisões que lhes afeta, não sei o que é. Não fui contra a suspensão, até porque a sessão já deveria estar acontecendo em período que facilitasse a presença do povo na Casa. 

Passei a tarde toda de plantão aguardando ser chamada pra a dita reunião com o prefeito. Havia deixado o número do meu telefone com o funcionário. Também passei a tarde de olho nos portais de notícias e redes sociais. Como cidadã hervalense, e tendo sido  "convocada", acreditei nos vereadores quando disseram que queriam minha presença no debate. IPTU interessa a todos, ainda mais quando o aumento debatido orbita nos 300%. Não me chamaram. Aconteceu sem minha participação.

Às 19:00hs, digo 20:15hs, o aumento foi votado e passou.  Sem os votos de Jean Patrick Giusti, Euclides Filipini, Juarez Antônio de Souza e Adelar José Provenci, que se manifestaram contra ao PL. Alegam os vereadores que é de 180% em três etapas: 50% em 2014, 60% em 2015 e 70% em 2016. Espero que tenham lembrado de colocar a ressalva que a data-base para o reajuste é o imposto aplicado em 2013 (seco). Se não o fizeram este aumento será de 308% - juros sobre juros. [Ponto pro prefeito que queria isto desde o começo].

Em textos que correm nas redes sociais, os que me atacam dizem que eu sou contra que se eleve o valor do IPTU da cidade de Herval d'Oeste. Desafio um só destes a mostrar onde isto está escrito. Sou a favor. Está defasado. Pago de um galpão no centro onde está a minha empresa e da casa onde moro. Pode aumentar. Mas não extorquir o contribuinte! Espero que este imposto não tome caráter confiscatório, um atentado ao nosso Direito.

Fico com o compromisso de estudar o Projeto de Lei aprovado, bem como o que trata das isenções, pois algumas pessoas me relataram que prédios com mais de seis andares possuem isenção fiscal. A grosso modo isto me parece renúncia de receita. Não sei se é verdade. Vou me inteirar e faço uma postagem só sobre o tema.

E para finalizar gostaria de informar que as providências junto às autoridades policiais já foram tomadas, e as junto ao Poder Judiciário já estão em andamento. Também estou estudando o que pode ser feito no âmbito Administrativo daquela Casa Legislativa, estudando o Regimento Interno. E, apesar de já possuir gravação a sessão da manhã do dia 26/09, esta foi requisitada, via oficial, para que seja utilizada no momento oportuno e da forma oportuna.

Sem mais, me coloco à disposição dos interessados.
Tenham todos uma boa semana!

Há Braços!

Bete Vieira
Ativista de Plantão

Histórico da sessão da manhã do dia 26/09/13 em meu mural do Facebook: https://www.facebook.com/BeteVieira/posts/582949661761716




24 de set de 2013

Destempero? Imaturidade? Medo? Ódio? O que pauta a política em Herval d'Oeste??

Quem me conhece deve estar estranhando o fato de eu ter mudado de cidade e parado de frequentar as sessões da Câmara de Vereadores. Parei de ir em Joaçaba por não mais dizer respeito à minha vida no dia-a-dia, não tenho ido nas de Herval d'Oeste por me sentir mal. Parece que o cidadão que comparece "ao vivo" é "persona non grata". É constrangedor!

Na sessão temática que tratava das castrações de cães e gatos que vivem nas ruas ou são de famílias carentes fui atacada diretamente, sem o menor zelo com o tal "decoro parlamentar". Depois os ataques seguiram nas redes sociais. Um vexame para um Poder Legislativo... Deixei pra lá... Já estou numa fase que é melhor ficar quieta do que dar corda pra gente sem noção [que infelizmente faz as leis da cidade que resolvi morar].

Projeto de lei das castrações arquivado na surdina não me resta muito ir lá ouvir besteira... Sem contar o assassinato à língua pátria, isso nem se fala! Fico em casa, ganho mais. Os bons vereadores - eles existem, sim - estes sei onde encontrar fora das sessões, onde podemos dialogar. Se for pra ser plateia e ainda ser agredida prefiro as minhas pantufas.

Ontem não foi diferente: bastou um Portal de Notícias antecipar o conteúdo de debate - assunto de interesse dos funcionários da Prefeitura de Herval d'Oeste - para ser atacado de forma assustadora, pra não dizer desequilibrada... 

“mídia sensacionalista e irresponsável”
“Esse site do Caco da Rosa não tem compromisso com a verdade por postar tamanha besteira”
“sitezinho medíocre e sensacionalista”
“Todos sabem que é só pagar que eles param de falar mal”

Leia a matéria na íntegra: Portal Caco da Rosa é duramente criticado na Câmara por revelar intenção de corte de benefícios

 Em Joaçaba, por mais que tivesse minha diferenças com alguns vereadores, nunca fui agredida. Talvez os vereadores de lá saibam que é direito de todo cidadão ir lá conferir os trabalhos deles. Aqui também é, mas quem quer ser tratado como intruso? Aquela coisa de não ir onde não se é bem vindo... Só para evitar o constrangimento.

No mais fica a dúvida: Alguns vereadores enchem a boca pra falar de moral, de cidadania, de civilidade... Será que sabem que qualquer cidadão pode consultar processos no site do TJSC? Em especial os criminais? Basta o nome completo...


DURMA-SE COM UM BARULHO DESTES!

18 de set de 2013

Representação - Diárias dos Vereadores de Herval d'Oeste

Tuitei: "Acabo de mandar email para o MP pedindo providência sobre o uso de diárias por parte de vereadores de HO alegando busca de verba em BSB... De acordo com outras ações do MPSC "viajar para BSB para captar recurso" caracteriza desvio de função... Pra mim é desculpa mesmo hehehe"

Antes que comece o ti-ti-ti segue o teor do email pra deixar claro que nem todas as diárias estão sendo questionadas:

"Sr. Promotor:


Venho demonstrar o meu descontentamento com realção ao abuso no uso de diárias por parte de alguns vereadores de Herval d'Oeste.  Dia 16/09/13  fiz a consulta dos gastos, via Portal da Transparência e constatei o que segue:

Gilmar Dri - R$ 9.669,00
Adelar Provensi - R$ 6.929,25
Tomaz Conrado - R$ 4.428,00
Leonardo Mascarello - R$ 4.800,00
Everton Parisenti - R$ 1.500,00
Euclides Filippini - R$ 1.500,00
Davi Frozza - R$ 1.500,00
Jean Patrick Giusti - R$ 1.200,00

Vanderlei da Silva - R$ 1.200,00
Juarez de Souza - zero
Osni de Ávila - zero  


Quero deixar claro que não sou contra o uso de diárias, elas estão aí para serem bem usadas, como cursos que venham a aprimorar a atuação do vereador, ou até mesmo uma viagem para troca de experiências que possam embasar votações futuras. O que não posso conceber é o que entendo ser DESVIO DE FUNÇÃO: vereador indo para a capital federal com a alegação de captação de recursos para a Prefeitura como se constata na matéria publicada abaixo no portal Éder Luiz: "Também buscamos auxiliar o município em nossas viagens a Florianópolis e a Brasília buscando recursos junto aos deputados estaduais e federais que receberam votos em nosso município."  -
http://www.ederluiz.com/arquivos_internos/?abrir=noticias&acao=conteudo&cat=16&id=9929


Portanto solicito que as devidas providências sejam tomadas por parte do Ministério Publico de Santa Catarina.
Sds,

Elisabete Margot Vieira"

Fiquei na dúvida se passagens aéreas estão nas diárias ou são outro gasto desnecessário...

17 de set de 2013

Padre inicia sem aviso demolição da sede do Grupo Tortura Nunca Mais de São Paulo

Na semana do último dia 9 de setembro, o Grupo Tortura Nunca Mais de São Paulo (GTNM-SP) encontrou a sua sede, localizada na rua Frei Caneca, n. 986, parcialmente destruída. Parte dos fundos do imóvel foi demolida por ordem do padre Lucas Pontel, da Paróquia do Divino Espírito Santo (a qual o imóvel está ligado), que fica em frente à sede do Grupo. 

Cedida por Dom Paulo Evaristo Arns (então arcebispo de São Paulo) na década de 80, o imóvel desde então abriga as atividades do GTNM-SP. O Grupo inicialmente tornou-se um instrumento de organização dos familiares dos mortos, desaparecidos e torturados políticos durante o regime militar brasileiro. A partir de 1987, foi registrado como entidade da sociedade civil e reconhecido como de utilidade pública em nível municipal, estadual e federal, trabalhando na defesa dos direitos humanos, com ênfase na luta contra a tortura praticada por agentes do Estado. 

O GTNM-SP abriga um importante acervo sobre os mortos, presos e desaparecidos políticos no período da ditadura militar. Possui um histórico de mais de 26 anos de lutas por direitos humanos em âmbitos nacional e regional. Lembramos com simpatia que o Grupo tem entre seus principais fundadores Dom Paulo Evaristo Arns, a quem reverenciamos como um ícone da luta pelos direitos democráticos em nosso País. A seu lado também são fundadores o eminente jurista Hélio Bicudo, o rabino Henry Sobel e o pastor James Wright, entre outras personalidades.

Hoje o Grupo Tortura Nunca Mais desenvolve atividades contra toda as formas de agressão e tortura praticada contra a pessoa humana pelo poder público e por seus agentes oficiais ou paralelos, em qualquer instância. Sua sede recebe uma dezena de outros grupos e coletivos da cidade que também trabalham com o tema de direitos humanos, como o Movimento Passe Livre de São Paulo (MPL-SP).

Defesa dos direitos humanos poderá ceder lugar a um estacionamento

Entendemos que o referido sacerdote, padre Lucas Pontel, por desconhecer a história do GTNM-SP, reconhecido nacional e internacionalmente, tomou essa atitude drástica, à revelia das negociações que vinham sendo desenvolvidas pelos nossos representantes com a Cúria Metropolitana de São Paulo, especificamente com o padre Rodolfo, interlocutor designado pelo cardeal Dom Odilo Scherer.

As negociações entre o GTNM-SP e a Cúria começaram em meados de 2012, quando a Paróquia Divino Espírito Santo manifestou enfaticamente o interesse em reaver a casa, para dar lugar a um estacionamento. Foram então iniciadas as conversas sobre a transferência da sede do grupo e a proposta da Igreja era ceder outro espaço. As poucas opções oferecidas não comportam as atividades do grupo e dos coletivos parceiros, por isso, tanto o GTNM-SP quanto a Cúria buscavam outra alternativa. 

Agora fomos atropelados pela truculência do Pe. Lucas, que sem aviso prévio, sem alvará da prefeitura e na ausência de um entendimento definitivo sobre o futuro da sede do grupo, iniciou a demolição do espaço. Consideramos a situação deprimente em que encontramos a parte dos fundos do GTNM-SP um desrespeito à luta pelos direitos humanos que o Grupo desenvolve há décadas. Entendemos isso como uma ofensa moral a luta histórica que o GTNM-SP vem travando há anos.

Em defesa dos direitos humanos

O momento é especialmente delicado, pois à sede tem sido muito utilizada pelo grupo para debates e reuniões sobre as sucessivas demonstrações de violência do Estado, como as ações truculentas das polícias durante os protestos de rua dos últimos meses. Com o início da demolição, essas atividades agora estão comprometidas.

Diante da falta de bom senso, da falta de respeito à história do GTNM-SP e de seus fundadores, viemos a público denunciar esta ação arbitrária, autoritária do Pe. Lucas Pontel, e dizer que daqui não saímos, a não ser junto com os escombros que ele começou a demolir. Resistiremos a mais esta luta em memória daqueles que lutaram e lutam pelos direitos humanos.

Grupo Tortura Nunca Mais de São Paulo

Contato:
Rose Nogueira
Presidente do Grupo Tortura Nunca Mais SP
(11) 99615-3293
rosenm@uol.com.br

Vilma Amaro
Diretora de Comunicação do Grupo Tortura Nunca Mais SP
(11) 97368-0853
vilma-amaro@uol.com.br

15 de set de 2013

PATINS - minha nova (reeditada) mania!

Ontem - estava de papo pro ar pensando que deveria estar fazendo alguma atividade física e não ali assistindo a um documentário, que por melhor que fosse, não estava ajudando em nada no meu condicionamento físico... Aquela perna que me levou ao médico e me rendeu "bicicleta ergométrica" como receita.

Do nada me veio à cabeça um antiga paixão: PATINS! Amava andar de patins! Largava tudo, saía correndo da escola pra subir neles e sair por aí rodopiando!

Fui pra internet para ver se os benefícios proporcionados por eles se encaixavam no que eu precisava... BINGO! Perfeito! Tudo o que eu precisava!

Corri na loja e só saí de lá com meu par de patins in-line, capacete e todos aqueles outros itens de proteção. Nem sei se existem ainda os de quatro rodinhas, com freios na frente, os quais dominava de um jeito que tenho medo de lembrar o que chegava a fazer.

Primeiro dia foi dentro de casa - a briga da mãe antigamente, mas o chão da casa era com sinteco, hoje a minha é com piso cerâmico. Uma hora de um lado pra outro tentando puxar pela memória as informações adormecidas. Beleza! Muita coisa era só praticar :)

Segundo dia na praça central. Foi colocar os patins para descobrir que os músculos das canelas se fizeram lembrar! Caraca, como eu estava doída! Mesmo assim, com a ajuda do maridão, dei meus primeiros passos.

Um tombo de bunda no chão me lembrou que eu deveria ter amarrado uma almofada pra proteger esta parte mais vulnerável! hahaha 

Mesmo com as pernas doídas acho que ter reinventado este antigo amor vai me fazer bem. Vamos ver se a relação será duradoura...

8 de set de 2013

SEM CREAS, SEM PM... Relato sobre o que acontece com quem está em situação de vulnerabilidade social em Herval d'Oeste/SC:

A falta de Serviço de Abordagem Social [de Rua] aliada à má vontade da PMSC está me rendendo uma postagem em pleno domingo à noite... Pura indignação!

Em torno das 18:00hs saímos eu e meu marido para caminhar por Herval d'Oeste. Espantoso é o número de pessoas embriagadas que Perambulam pelas ruas desta cidade: problema social crônico que deve ser atentado pelos gestores públicos...

18:35hs um senhor amputado da perna direita e usando uma muleta se estatelou no meio da rua, bem no cruzamento da Nereu Ramos com a Beira Rio. Corremos prestar socorro e tirá-lo da via pública, pois o tráfego esta hora é grande por conta daquele salão de baile que chamam de Chapéu do Diabo.

Estava desacordado, estava embriagado. Lembrei na hora que Herval d'Oeste não conta com o equipamento de CREAS -  Centro de Referência Especializado de Assistência Social - e muito menos um serviço de Abordagem Social. 

18:40hs telefonei para a PM tendo em vista estarmos quase em frente ao Batalhão e não haver a menor condição de abandonar aquele senhor à própria sorte. Ficaram de vir e informei que ficaria à espera.

19:00hs e nada! Meu marido - Gilberto Branco - foi até o Batalhão e se deparou com uns 10 policiais no pátio e travou uma discussão sobre a falta de respeito no sentido de não sermos atendidos. Ele desceu e dali a pouco apareceu a viatura 4038 com dois policiais. (19:20hs).

O debate acalorou. Um chegou a dizer que não era obrigação dele atender este tipo de chamada. Lembrei que se tratava de segurança pública e que se não fosse função da PM que tivessem me informado no primeiro contato. E me orientado para onde telefonar. 

Chegaram a me mandar usar o meu carro para fazer o atendimento., Prontamente disse que se estivesse de carro o faria, mas que Segurança Pública é função do Estado e eles, de farda, é que têm a obrigação de zelar pela segurança do cidadão em questão tendo em vista a vulnerabilidade social em que se encontra.

Começou o jogo de empurra. Até não tiro a razão deles, pois é uma vergonha um município não possuir serviço de Abordagem Social, ainda mais em se tratando de um onde este tipo de política pública é urgente. Descaso da gastão municipal, falta de vontade da PMSC. Daí a coisa fica feia...
Reclamaram que estão em poucos policiais para fazer os atendimentos em Joaçaba e Herval d'Oeste. Questionados do porquê ter tantos homens no Batalhão, disseram que o Governador Raimundo Colombo está se negando a pagar as "horas" [não entendi se extras ou de trabalho na rua] e então todo mundo fica no escritório.

Os policias disseram que se recolhessem o senhor com a viatura não seriam atendidos no HUST - Hospital Santa Terezinha, conveniado ao SUS. Como o nariz sangrava e estava desacordado, foi ligado para os Bombeiros. Estes sim chegaram prontamente, fizeram os primeiros atendimentos, verificaram os sinais vitais e o levaram para o atendimento hospitalar.

Fiz umas ligações para tentar descobrir de onde era aquele senhor que só conseguia dizer - mal e mal - o seu nome: Valdecir. Espero que agora ele esteja sendo atendido a contento na emergência, pois precisamos urgentemente olhar para os alcoolistas como doentes que precisam de atenção de todos, poder público, sociedade, legisladores...

Daqui a pouco muitos estarão em frente à TV assistindo à matéria do Fantástico, que trata de tomar atitude frente a situações como estas, e dando seus pareceres, e fazendo seus juízos de valor...

Só sei que não dá pra ficar quieto!!!

PREFEITO!! MEXA-SE!!
GOVERNADOR!!  MEXA-SE!!
SOCIEDADE!! MEXA-SE!!

Atualização 8:50hs do dia 09/09/13 - ACABEI DE RECEBER A INFORMAÇÃO DE QUE HERVAL D'OESTE, EM TESE, POSSUIU CREAS E ABORDAGEM SOCIAL, MAS ELES SE NEGAM A FAZER OS ATENDIMENTOS!! 
ENTÃO A COISA É PIOR DO QUE O DESCRITO ALI EM CIMA!!!

3 de set de 2013

Etapa estadual da Conferência do Meio Ambiente: TEM COISA ERRADA AÊ!!!

Fui eleita delegada na etapa regional da Conferência do Meio Ambiente no último dia 18 de julho - veja a matéria que foio publicada no site da AMMOC clicando aqui.

Fiquei esperando uma manifestação por parte da organização da etapa estadual e nada! Resolvi procurar um amigo que também foi eleito delegado e que havia recebido o Caderno de Propostas via email. Ele também não estava sabendo como funcionaria a ida e estadia dos delegados em Florianópolis, nos dias 05 e 06 de setembro.

Corri feito doida e até agora não consegui a bendita Programação - não sei o horário do início dos trabalhos! 

Só descobri que terei que pagar para participar. Veja o diálogo:

A PERGUNTA:
Date: Sat, 31 Aug 2013 10:11:45 -0300
From: elisabete.margot@brturbo.com.br

To: rejane@sds.sc.gov.br
Subject: Fwd: Cópia de: Informações sobre a Conferência
Solicito informações sobre a etapa estadual, pois só consegui ter acesso às propostas por conta da colaboração de outro amigo delegado.
Fui eleita na etapa do Meio Oeste  - 18 de julho - pelas ONGs.
Sds

A RESPOSTA:

Boa tarde! Nós encaminhamos emails para todos os delegados que preencheram os dados nas Regionais, pedimos desculpa se houve falha na comunicação, segue as informações.

Local da Conferência :
Morro das Pedras Praia Hotel: 
Rua Manoel Pedro Vieira, 550 
Praia do Morro das Pedras - Florianópolis - SC - Brasil 
FONE: (48) 3237 9583 

Prezados(as),
Comunicamos que a IV Conferência Estadual do Meio Ambiente será realizada
nos dias 05 e 06 de setembro, no Hotel Morro das Pedras, em Florianópolis.
O valor da hospedagem, incluindo as refeições, para delegados do PODER
PÚBLICO e EMPRESARIAL ficou em R$ 200,00 para quem der entrada no hotel a
partir das 15 horas do dia 04/09. Para quem entrar no dia 05/09, o valor
será R$ 180,00. Para os delegados da SOCIEDADE CIVIL, o valor será de R$
150,00 dando entrada no hotel a partir das 15 horas do dia 04/09 ou no dia
05/09, pela manhã.
Quem necessitar de ofício para liberação deverá enviar um e-mail para:
maureen@sds.sc.gov.br, com os dados do solicitante e da pessoa para quem
será encaminhado. Em anexo segue a programação do evento.
Lembramos que a Etapa Estadual é para os delegados titulares eleitos nas
etapas regionais. Os suplentes poderão participar somente na ausência do
titular, pois a infraestrutura do evento está organizada para comportar o
número de delegados.

Atenciosamente,
REJANE VARELA
Coordenadora da IV CEMASC


Fui atrás - junto à SDR Joaçaba - para ver do transporte e olha a resposta:

"Quanto a programação da Conferência a Rejane e a Maureem ficaram de passar e-mail para todos os delegados. Quanto a ida de nossos delegados tentei organizar uma van para irem juntos não deu certo, então ficou livre quem puder ir terá que ir por conta própria."

Até agora eu não consegui a Programação e nem a lista de delegados pra tentar articular a nossa ida...

TUDO ISSO É VONTADE DA GENTE 
NÃO PARTICIPAR???

COM A PALAVRA AS SECRETARIAS DE DESENVOLVIMENTO REGIONAIS DE 
Joaçaba, Caçador, Concórdia, Seara e Videira...

DECIDIDO - VAMOS DE CARRO PARA A CONFERÊNCIA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE - SAIO DE JOAÇABA LÁ PELAS 5:00HS DA MANHÃ DO DIA 05 - QUINTA-FEIRA!
SE ALGUÉM ESTIVER COM PROBLEMAS DE DESLOCAMENTO TEM VAGA 

Políticas públicas para igualdade racial foi tema de conferência

A Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação e o Conselho Estadual da População Afrodescendente promoveram, nos dias 29 e 30 de agosto, a 3ª Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial, no Castelmar Hotel, em Florianópolis. 

Sete conferências regionais antecederam o encontro estadual nas macrorregiões de Chapecó, Itajaí, Joinville, Joaçaba, Lages, Grande Florianópolis e Tubarão. Nas conferências regionais foram escolhidos os delegados e as prioridades das regiões que foram discutidas na conferência estadual. 

Cerca de 200 participantes estiveram em Florianópolis debatendo sobre “Democracia e Desenvolvimento por uma Santa Catarina sem racismo: por um Brasil afirmativo”. A gerente de Assistência Social, Trabalho e Habitação da SDR de Joaçaba Nelsi Bortolini enfatiza.

ÁUDIO DA ENTREVISTA DIRETO NA FONTE: RÁDIO NOVA LÍDER AM

A MINHA MAIOR ALEGRIA FOI TER CONSEGUIDO COM QUE O MEIO OESTE TIVESSE UMA VOZ EM BRASÍLIA!!! VAI LÁ, SINCLAIR!!! MOSTRA NOSSA FORÇA :)

A OUTRA... A MINHA PROPOSTA - QUE PASSOU NA REGIONAL DE JOAÇABA - FOI APROVADA PARA SER DEFENDIDA NA ETAPA NACIONAL!!

TODAS AS UNIVERSIDADES PRIVADAS QUE RECEBEM REPASSES DE DINHEIRO PÚBLICO DEVERÃO SER OBRIGADAS A ADERIR ÀS COTAS RACIAIS!!!

FOTOS NO MEU ÁLBUM DO FACEBOOK