3 de jan de 2014

Este mês! FÓRUM SOCIAL TEMÁTICO em Porto Alegre/RS!



"Crise Capitalista" centraliza debates do Fórum Social Temático 2014


Reprisando o tema "Crise Capitalista, Democracia, Justiça Social e Ambiental", Porto Alegre sediará mais uma edição do Fórum Social Mundial Temático, marcada para ocorrer entre os dias 21 e 26 de janeiro de 2014.


PORTO ALEGRE/RS - Criado em 2001 para servir de contraponto ao Fórum Econômico Mundial (World Economic Forum - WEF) - realizado simultaneamente em Davos, na Suíça - a Capital do Rio Grande do Sul oferece espaços tradicionais na área central da cidade e na Região Metropolitana, com destaque para a Usina do Gasômetro, Casa de Cultura Mário Quintana, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Assembleia Legislativa (ALRS), Câmara de Vereadores e Memorial do Rio Grande do Sul.


A edição temática introduz a construção de três ágoras para a realização das chamadas "desconferências". Na Antiguidade, Ágora era a praça principal na constituição da Pólis - a cidade grega clássica -, um espaço livre de edificações, propício para a realização de assembleias populares.


Na configuração pretendida pelo FSMT 2014, as ágoras possuem forma de tendas circulares em que ocorrerão debates dos quais participarão convidados dos cinco continentes, sem hierarquização na ordem das intervenções. À moda tradicional, o espaço será de palco de atividades culturais, com apresentação de esquetes, musicais e teatrais.


EVENTO MULTIFACETADO - O roteiro da edição temática se encontra no site www.forumsocialportoalegre.org.br, em que estão contidas informações do programa e links das modalidades de inscrição, diferenciadas para participante, voluntáriado, atividades autogestionadas e de economia solidária.

Concebido como espaço plural e diversificado, apartidário, descentralizado e não-governamental, o evento articula entidades e movimentos engajados em ações concretas, em âmbito local e internacional, definido por Mauri Cruz, diretor da Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais (Abong), como espaço aberto à participação e formulação de propostas, troca de experiências e de convergências entre organizações e movimentos, visando o aprofundamento das reflexões e debates sobre novas formas de construção e exercício do poder popular.


CRISE AMBIENTAL – Um dos representantes brasileiros na 19 Conferência das Partes, da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança de Clima (COP-19), realizada em Varsóvia, na Polônia, entre 11 e 22 de novembro/13, o engenheiro civil e presidente da ONG Força Verde manifestou o objetivo da FSMT 2014 de persistir na busca de caminhos para um acordo internacional que reduza as emissões de gases que provocam o chamado efeito estufa. Na realização de 2013, seis meses após a realização da RIO+20, no Brasil, o ambientalista procurou trazer aos debates do Fórum Temático o caráter de reavaliação dos temas levantados naquela conferência. ”O novo tratado, do qual são signatários a maioria dos 190 países presentes na COP-19, deverá ser assinado em Paris, em 2015, para entrar em vigor a partir de 2020.


No contexto do fórum, já estão programados eventos com identidade própria, mas diretamente ligados ao processo mundial e local, como o Fórum Mundial de Educação, que será realizado na cidade vizinha de Canoas; o Projeto Conexões Globais, que promove debates com participação à distância por meio de telões instalados na Casa de Cultura Mário Quintana; o Seminário Internacional do Fórum Mundial de Mídia Livre; o Espaço Mundo do Trabalho, que reúne entidades sindicais de todo o mundo, no mezanino da Usina do Gasômetro; o Espaço Ubuntu, no Largo Zumbi dos Palmares, o Acampamento Intercontinental da Juventude, no Parque da Harmonia, além da tradicional Feira da Economia Solidária, que oferece produtos e divulga o conceito.


MÍDIAS LIVRES - A caminho da quarta edição - duas no Brasil e outra na Tunísia - o Fórum Mundial de Mídia Livre (FMML) será aberto pelo Seminário Internacional das Mídias Livres, realizado em Porto Alegre, a partir do debate das tecnologias e protocolos propostos pelas redes sociais livres e a elaboração da Carta Mundial das Mídias Livres, que será uma referência para as lutas internacionais da comunicação e do próprio FSM.

A Carta foi proposta do FMML, em Túnis, no FSM 2013, e será alvo de discussões em 2014, no II Seminário Internacional, em data a ser agendada para o segundo semestre, com texto final aprovado no IV FMML, em país a ser definido até o final do ano.


FÓRUM ECONÔMICO MUNDIAL - Criado em 1971 como arauto da globalização, o Fórum Econômico Mundial (World Economic Forum – WEF) é um encontro anual que reúne líderes da economia mundial, como empresários, ministros da Economia e presidentes de Banco Centrais, diretores do Fundo Monetário Internacional (FMI), Banco Mundial e organismos internacionais.


Promovido por fundação suíça com status de consultora das Nações Unidas, o WEF acontece de 22 a 25 de janeiro e focaliza "A Reformulação do Mundo: Consequências para a Sociedade, Política e Negócios". Composto por debates de diversos assuntos, o eixo econômico destaca a discussão sobre o impacto da globalização em mercados emergentes, regulamentação dos mercados financeiros e novas tecnologias. Crescimento Econômico, Sustentabilidade Ambiental, Sistemas Financeiros, Saúde para Todos e Desenvolvimento Social completam os eixos gerais da reunião anual.


Nenhum comentário:

Postar um comentário